Buscar

Oito curiosidades sobre a ruptura do ligamento cruzado cranial em cães

Hoje conhecida como insuficiência ou doença do ligamento cruzado cranial em cães, iremos trazer oito curiosidades sobre o problema que tanto afeta a qualidade de vida de nossos pets.


Para conferir nosso artigo completo sobre ruptura do ligamento cruzado cranial em cães, clique aqui.


Na rotina da ortopedia veterinária, nós comumente atendemos cães com o ligamento cruzado cranial do joelho rompido.


Confira abaixo as oito curiosidades:

1) A ruptura do ligamento cruzado aparece um pouco mais em cadelas de meia idade.


Apesar de acometer qualquer raça, tamanho de cão e sexo, a ruptura do ligamento cruzado cranial tem sido vista com mais frequência em cadelas adultas de meia idade.


2) Em raças pequenas, a ruptura do ligamento cruzado tende a aparecer mais em uma idade avançada.

Essa hipótese é baseada na degeneração mais lenta do ligamento cruzado.


3) A ruptura do ligamento cruzado está bastante associada com a luxação de patela em raças pequenas.


Cães com luxação medial de patela, geralmente apresentam ruptura do ligamento cruzado cranial em alguma fase da vida, provavelmente pelo maior esforço realizado na articulação e pelo movimento exacerbado de rotação interna da tíbia.


Confira nosso artigo completo sobre luxação medial de patela em cães clicando aqui.


4) Em raças grandes e gigantes a doença do ligamento cruzado pode aparecer em uma idade mais jovem.


Essa hipótese é baseada na degeneração mais rápida do ligamento cruzado nessas raças, tais como: Golden Retriever, Labrador Retriever, Chow Chow, American Pitbull Terrier, e American Bully.


4) Acreditava-se que a ruptura do ligamento cruzado era causada apenas como resultado do trauma no joelho.

Apesar dessa hipótese, hoje sabemos que a maioria dos cães com a doença do ligamento cruzado apresenta degeneração no ligamento.


Por isso, atualmente a doença trocou de nome para insuficiência ou doença do ligamento cruzado cranial.

6) A ruptura do ligamento cruzado cranial é comum em cães e incomum em gatos.


A doença do ligamento cruzado cranial é incomum em gatos. Entretanto, a maioria dos casos de insuficiência nos felinos é causada por traumas, geralmente automobilístico ou queda de locais muito altos e junto com outros ligamentos da articulação.


Confira nosso artigo completo em felinos clicando aqui.


7) A ruptura do ligamento cruzado cranial pode lesionar os meniscos.


A lesão de meniscos está constantemente associada com a doença do ligamento cruzado cranial, principalmente o menisco medial.


8) Humanos também pode ter essa doença, que recebe o nome de ruptura do ligamento cruzado anterior.


Nos humanos, essas lesões estão comumente associadas com traumas por atividades físicas ou em atletas, como jogadores de futebol ou de rugby.


Gostou do post? Compartilhe!


Acompanhe também nossa equipe no instagram e facebook.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico veterinário (CRMV/SP 39.972) e atua na área de ortopedia e cirurgia de cães e gatos em São Paulo e cidades da região. Realiza consultas em domicílio para tutores e serviço terceirizado para clínicas e hospitais veterinários. Você pode agendar uma consulta pelo whatsapp (11)91152-4321.

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo