top of page

Meu cão está mancando da pata traseira: O que pode ser?

Atualizado: 25 de fev.

A claudicação (mancar) em cães é um sintoma comum que pode ser causado por várias condições. Quando um cão manca de uma ou ambas as patas traseiras (membros pélvicos), várias causas devem ser consideradas, incluindo:


Lesões: as lesões no membro ou na articulação, como entorses, fraturas, luxações (como a luxação de patela) ou rupturas de ligamentos (principalmente o ligamento cruzado cranial), podem causar a claudicação em cães.

Displasia de quadril: a displasia coxofemoral é uma condição comum em cães de grande porte que pode levar a dor e claudicação.

Artrite: a artrite também é uma condição comum em cães idosos e pode causar dor e o mancar.

Doenças neurológicas: algumas doenças neurológicas, como hérnia de disco ou a síndrome de cauda equina, podem causar claudicação.

Infecções: algumas infecções, como a doença do carrapato, podem causar inflamação e levar à claudicação.

Tumores: os tumores ósseos ou de tecidos moles, embora sejam menos comuns, podem causar esse tipo de claudicação.

Problemas musculares: doenças musculares, como miosite, ou lesões musculares, como distensões, podem causar claudicação nos membros pélvicos.

Se o seu cão está mancando de uma das patas traseiras, é importante levá-lo ao veterinário para um exame físico completo e um diagnóstico preciso. O veterinário especializado em ortopedia pode fechar o diagnóstico pelo exame físico ortopédico, ou recomendar exames adicionais, como radiografias, exames de sangue ou urina, ou até mesmo uma ressonância magnética, para determinar a causa da claudicação e direcionar o tratamento adequado.



A claudicação em cães pode variar em intensidade e duração, dependendo da causa subjacente. Algumas condições podem ser tratadas com medicação, fisioterapia ou cirurgia, enquanto outras podem exigir cuidados paliativos para aliviar a dor e melhorar a qualidade de vida do seu cão.


Por isso, é fundamental que você procure um veterinário assim que notar a claudicação em seu cão, para que ele possa receber o tratamento adequado o mais rápido possível.


Lembre-se de que a detecção precoce e o tratamento oportuno podem fazer uma grande diferença no prognóstico e na recuperação do seu cão.


Referências bibliográficas


Budsberg SC, Torres BT, Kleine SA, Sandberg GS, Berjeski AK. Lack of effectiveness of omega-3 fatty acid supplementation in treating mild to moderate canine osteoarthritis. J Vet Intern Med. 2018;32(1):228-233. doi:10.1111/jvim.14877


Roush JK, Cross AR, Renberg WC, Dodd CE, Sixby KA, Fritsch DA, Allen TA, Jewell DE, Richardson DC, Leventhal PS, Hahn KA. Evaluation of the effects of dietary supplementation with fish oil omega-3 fatty acids on weight bearing in dogs with osteoarthritis. J Am Vet Med Assoc. 2010;236(1):67-73. doi:10.2460/javma.236.1.67


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91258-5102.


15.869 visualizações2 comentários

2 comentários


Dr Felipe, boa tarde!

Meu nome é Lindomar, moro em Brasília de Minas Minas gerais,

Tenho uma cadela Pit monster, e de um certo tempo pra cá ele vem mancando a pata traseira, sem se quer ter machucado, gostaria de saber qual procedimento ou medicamento pra ela,!


Obrigado!

Curtir
Respondendo a

Olá Lindomar, tudo bem? Pelas informações que você forneceu, acredito que um problema articular seja o mais provável. Entre eles, pensaria principalmente na ruptura/insuficiência do ligamento cruzado cranial do joelho, luxação medial de patela ou a displasia coxofemoral. É importante que você leve ela para um veterinário para realizar a avaliação presencial para fechar o diagnóstico e iniciar o tratamento. Abs!

Curtir

Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page