top of page
Buscar

Cirurgias para luxação de patela em cães

Atualizado: 26 de nov.

A luxação de patela é uma das principais causas que fazem com que os cães manquem (claudiquem) dos membros traseiros (pélvicos).


Os tratamentos cirúrgicos são recomendados para cães com claudicação intermitente ou permanente como resultado da luxação de patela.


Existem diversas técnicas cirúrgicas para a luxação de patela, sendo o objetivo principal restaurar o alinhamento normal do músculo quadríceps em relação a todo o membro. Isso requer remodelagem dos ossos e reconstrução dos tecidos moles.


Trocleoplastia em cunha ou trocleoplastia em bloco


Quando o sulco por onde a patela normalmente desliza é muito raso, é realizada uma cirurgia para aprofundar o sulco. Isso envolve a remoção de uma cunha ou bloco de cartilagem e osso.


Transposição da tuberosidade tibial


O componente mais importante do reparo é realinhar a inserção do tendão entre a patela (rótula) e a tíbia.


Como os ossos cicatrizam com muito mais eficiência do que os tendões, o osso ao qual esse tendão está preso é cortado e movido para uma posição mais apropriada. Ele é colocado de volta no lugar e o osso cicatriza gradualmente ao longo das 4-8 semanas seguintes.

Imbricação lateral da cápsula articular e da fáscia lata


Na maioria dos cães afetados pela luxação de patela, a sutura de imbricação lateral da cápsula articular e da fáscia lata faz parte da cirurgia de correção para ajudar a patela a permanecer na posição correta.


Sutura anti-rotacional


A sutura anti-rotacional, técnica similar a sutura realizada para estabilizar o joelho em lesões de ligamento cruzado cranial, é utilizada quando a causa da luxação da patela está relacionada com a rotação interna da tíbia.

Osteotomia corretiva do fêmur

Em alguns cães com uma curvatura acentuada no fêmur (osso da coxa), é realizada a correção do fêmur. Para realizar essa correção, é feita a retirada de uma cunha do osso, e o fêmur é reparado com uma placa óssea e parafusos.


A osteotomia em varo femoral é mais comumente realizada em cães maiores e cães com graus mais elevados de luxação de patela.


As tomografias são importantes no planejamento de tais correções.


Referências


Di Dona, Francesco & Valle, Giovanni & Fatone, Gerardo. (2018). Patellar luxation in dogs. Veterinary Medicine: Research and Reports. Volume 9. 23-32. 10.2147/VMRR.S142545.


Bosio F, Bufalari A, Peirone B, Petazzoni M, Vezzoni A. Prevalence, treatment and outcome of patellar luxation in dogs in Italy. A retrospective multicentric study (2009–2014). Vet Comp Orthop Traumatol. 2017;30(5):364–370


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91258-5102.


700 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page