top of page
Buscar

Cão mancando da pata dianteira: O que pode ser?

Caso seu pet esteja mancando da pata dianteira, é natural que você esteja preocupado. A claudicação (mancar) em cães pode ser causada por diversas condições ortopédicas, e é crucial compreender as possíveis razões por trás desse comportamento.



Na Ortho for Pets, somos dedicados em ortopedia veterinária para ajudar a identificar e tratar problemas comuns que afetam as patas dianteiras dos nossos queridos companheiros caninos. Conheça abaixo problemas comuns nesse tipo de situação:

1. Displasia de Cotovelo: A displasia de cotovelo é uma condição hereditária que afeta muitas raças caninas. Essa condição ocorre quando o desenvolvimento inadequado da articulação do cotovelo resulta em atrito e desgaste anormal. Cães com displasia de cotovelo podem apresentar claudicação intermitente, dor e dificuldade ao se movimentar. O diagnóstico precoce é crucial para um tratamento eficaz, que pode incluir manejo da dor, fisioterapia e, em casos mais graves, intervenção cirúrgica.


2. Osteocondrite Dissecante de Ombro: A osteocondrite dissecante (OCD) é uma condição em que o osso subcondral se separa do tecido circundante, gerando um flap de cartilagem solto na articulação, causando dor, desconforto e claudicação. No caso do ombro, os cães podem mancar e demonstrar desconforto ao levantar a pata dianteira. Tratamentos variam desde a tratamento conservador com medicações e fisioterapia, até procedimentos cirúrgicos, dependendo da gravidade da condição para a retirada do flap de cartilagem.

3. Panosteíte em Cães de Raças Grandes: Cães de raças grandes, especialmente os mais jovens, podem desenvolver panosteíte, uma inflamação dolorosa nos ossos longos das patas. Isso pode resultar em claudicação intermitente. Geralmente, a panosteíte resolve-se espontaneamente à medida que o cão amadurece, mas o tratamento sintomático pode ser necessário para aliviar a dor durante os episódios agudos.

4. Tendinites: Tendinites, ou inflamação dos tendões, podem afetar as patas dianteiras dos cães, resultando em claudicação. Repouso, fisioterapia e, em casos mais graves, medicação anti-inflamatória podem ser prescritos para promover a recuperação.

5. Lesões por Trauma em Tecido Muscular: Traumas, como quedas ou colisões, podem causar lesões nos músculos das patas dianteiras, levando à claudicação. O diagnóstico preciso dessas lesões é essencial para um plano de tratamento adequado, que pode incluir repouso, fisioterapia e, em alguns casos, intervenção cirúrgica.

Se o seu cão está mancando da pata dianteira, é fundamental procurar a orientação de um ortopedista veterinário. Na Ortho for Pets, estamos comprometidos em proporcionar o melhor cuidado ortopédico para os nossos amigos de quatro patas. Conte conosco para diagnósticos precisos e opções de tratamento que visam restaurar a qualidade de vida do seu pet.


Referências bibliográficas


FOSSUM, T.W. Cirurgia de pequenos animais, 4a ed. Elsevier, 2014.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91258-5102.

11 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page