top of page

Entenda a ruptura do ligamento cruzado cranial em cães

A ruptura do ligamento cruzado cranial (LCC) é uma das lesões ortopédicas mais frequentes em cães, frequentemente resultando em claudicação e dor significativa.

Esse ligamento, localizado no joelho, desempenha um papel crucial na estabilização da articulação e no movimento normal do membro posterior. Compreender as causas, sintomas, diagnóstico e opções de tratamento para essa condição é essencial para garantir a saúde e o bem-estar do seu pet. A ruptura do LCC pode ocorrer devido a vários fatores, sendo os mais comuns o trauma agudo, a degeneração crônica e a predisposição genética. Movimentos bruscos, saltos ou torções podem causar a ruptura repentina do ligamento. Em muitos casos, a ruptura é resultado de uma degeneração gradual do ligamento ao longo do tempo, com fatores como idade avançada, obesidade e predisposição genética contribuindo para essa degeneração. Certas raças, como Labrador Retriever, Rottweiler e Pastor Alemão, são mais propensas a desenvolver rupturas do LCC devido à conformação anatômica de seus joelhos.

Os sinais clínicos da ruptura do LCC variam dependendo da gravidade da lesão, mas geralmente incluem claudicação repentina, dor e sensibilidade na área ao redor do joelho, inchaço na articulação e redução da atividade. O cão pode começar a mancar repentinamente, evitando colocar peso na perna afetada, e demonstrar desconforto ao caminhar ou correr. A inflamação pode causar um inchaço perceptível no joelho afetado, e o cão pode se tornar menos ativo e relutante em participar de atividades que envolvam correr ou saltar.

Para diagnosticar a ruptura do LCC, o veterinário realizará um exame físico detalhado e pode utilizar uma série de testes diagnósticos, especialmente o exame ortopédico, onde o teste de gaveta e o teste de compressão tibial são realizados. Exames complementares como como radiografias e o ultrassom articular podem ser solicitados para pacientes onde o teste de gaveta torna-se de difícil execução. O exame ortopédico envolve a avaliação da articulação do joelho para detectar instabilidade e movimento anormal, enquanto o teste do gaveta verifica a presença de movimento excessivo da tíbia em relação ao fêmur, indicando uma ruptura do ligamento no ato da consulta.

O tratamento da ruptura do LCC pode variar dependendo da gravidade da lesão, idade do cão e nível de atividade. As opções de tratamento incluem o tratamento conservador e o tratamento cirúrgico. O tratamento conservador pode envolver descanso e restrição de atividades, medicação para controle da dor e inflamação e fisioterapia para fortalecer os músculos ao redor da articulação. Enquanto isso, o tratamento cirúrgico pode incluir procedimentos como a osteotomia de nivelamento do platô tibial (TPLO) e a sutura fabelo-tibial, técnicas que alteram a dinâmica do joelho para estabilizar a articulação ou imitar a função do LCC rompido.

A recuperação de uma cirurgia de LCC geralmente leva várias semanas a meses. Durante esse período, é crucial seguir as recomendações do veterinário ortopedista, que podem incluir restrição de atividade, sessões de fisioterapia para ajudar na recuperação da força muscular e mobilidade articular e monitoramento regular do progresso do animal. Embora nem todas as rupturas do LCC possam ser prevenidas, algumas medidas podem ajudar a reduzir o risco, como a manutenção do peso, exercício regular e acompanhamento veterinário.

Em resumo, a ruptura do ligamento cruzado cranial é uma condição comum, mas tratável, que pode afetar a mobilidade e a qualidade de vida dos cães. Com um diagnóstico adequado e um plano de tratamento personalizado, é possível ajudar seu pet a recuperar a mobilidade e continuar a desfrutar de uma vida ativa e feliz.


Referências bibliográficas


Hayashi, Kei & Manley, Paul & Muir, Peter. (2004). Cranial Cruciate Ligament Pathophysiology in Dogs With Cruciate Disease: A Review. Journal of the American Animal Hospital Association. 40. 385-90. 10.5326/0400385.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91258-5102.

9 visualizações0 comentário

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page