top of page
Buscar

O que é o ligamento cruzado cranial dos cães?

Atualizado: 23 de jan.

O ligamento cruzado dos cães, também conhecido como ligamento cruzado cranial (LCC), é uma estrutura vital no sistema musculoesquelético que desempenha um papel fundamental na estabilidade da articulação do joelho, conhecida como articulação fêmoro-tibio-patelar.

Assim como nos humanos, os cães possuem esse ligamento, que é suscetível a lesões, especialmente em algumas raças e atividades específicas.


A função primária do ligamento cruzado cranial é manter a estabilidade e a integridade da articulação do joelho, permitindo que o cão suporte o peso do corpo e realize movimentos como andar, correr e pular. Ele age como uma estrutura que impede o deslizamento excessivo da tíbia em relação ao fêmur (osso da coxa), proporcionando uma movimentação suave e coordenada.


A lesão no ligamento cruzado cranial é uma das condições ortopédicas mais comuns em cães e pode ocorrer devido a uma série de fatores, incluindo predisposição genética, idade, peso, atividade física intensa e até mesmo a anatomia específica de algumas raças. Essa lesão é frequentemente chamada de ruptura do ligamento cruzado cranial ou ruptura do ligamento cruzado anterior (em humanos).


Os sinais clínicos de uma lesão no ligamento cruzado cranial podem variar em gravidade e incluir claudicação, dificuldade em suportar peso no membro afetado, inchaço na articulação do joelho, dor e, em alguns casos, atrofia muscular.


Essa lesão pode ser diagnosticada por meio de exames clínicos, radiografias e, ocasionalmente, exames avançados como a ressonância magnética.


O tratamento para a ruptura do ligamento cruzado cranial em cães geralmente envolve a intervenção cirúrgica, embora em alguns casos menos graves, a terapia conservadora possa ser considerada. Diferentes técnicas cirúrgicas podem ser aplicadas, como a substituição do ligamento por materiais sintéticos, a estabilização da articulação ou a modificação da anatomia para minimizar o risco de futuras lesões.


A recuperação pós-cirúrgica requer repouso controlado, fisioterapia e um retorno gradual à atividade física normal. A gestão da dor e o controle do peso são aspectos importantes do cuidado pós-operatório. Se não for tratada adequadamente, uma lesão no ligamento cruzado cranial pode levar a complicações secundárias, como osteoartrite, afetando a qualidade de vida do animal a longo prazo.


A prevenção desse tipo de lesão pode incluir a manutenção de um peso corporal saudável, a moderação na prática de exercícios intensos, a supervisão adequada durante atividades físicas e, em algumas situações, o uso de suplementos nutricionais específicos para a saúde articular.


Em resumo, o ligamento cruzado cranial é uma estrutura vital para a funcionalidade do joelho em cães, e sua lesão é uma condição que requer atenção veterinária imediata. O diagnóstico precoce e o tratamento apropriado são essenciais para otimizar a recuperação e garantir o bem-estar a longo prazo do animal.


Referências bibliográficas


1. Jerram, R & Walker, A. (2003). Cranial cruciate ligament injury in the dog: Pathophysiology, diagnosis and treatment. New Zealand veterinary journal. 51. 149-58. 10.1080/00480169.2003.36357.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91258-5102.

11 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page