top of page

Células-tronco para cães com sequelas de cinomose

Atualizado: 4 de mai.

As sequelas de cinomose em cães representam um desafio significativo para os veterinários e tutores de cães. Esta doença viral altamente contagiosa pode afetar o sistema nervoso central dos cães, causando uma variedade de sintomas neurológicos graves.


Uma vez que os cães se recuperam da cinomose, muitos deles podem ser deixados com sequelas debilitantes, como convulsões, fraqueza muscular, problemas de coordenação e até mesmo paralisia parcial ou total.


No entanto, há esperança para esses cães na forma de terapia com células-tronco. As células-tronco são células do corpo que têm a capacidade única de se transformar em diferentes tipos de células especializadas.


Elas também possuem propriedades anti-inflamatórias e regenerativas, o que as torna uma opção promissora para o tratamento de uma variedade de condições médicas, incluindo as sequelas de cinomose em cães.


Quando aplicadas em cães com sequelas de cinomose, as células-tronco têm o potencial de ajudar a reparar o tecido nervoso danificado e a reduzir a inflamação no cérebro e na medula espinhal. Isso pode levar a melhorias significativas na função neurológica dos cães, ajudando-os a recuperar a mobilidade, a coordenação e a qualidade de vida.


A terapia com células-tronco para cães com sequelas de cinomose geralmente envolve a coleta de células-tronco da gordura de outros animais, que são então processadas e são aplicadas no paciente com sequelas da cinomose. Este procedimento é relativamente simples e seguro, com baixo risco de efeitos colaterais.


Os resultados da terapia com células-tronco para cães com sequelas de cinomose podem variar de acordo com a gravidade da condição e a resposta individual de cada animal. Alguns cães podem experimentar melhorias dramáticas após o tratamento, enquanto outros podem mostrar progresso mais gradual. Em alguns casos, pode ser necessário mais de uma aplicação para alcançar os melhores resultados.

É importante notar que a terapia com células-tronco não é uma cura definitiva para as sequelas de cinomose, mas pode ser uma parte valiosa do plano de tratamento abrangente para ajudar os cães a viverem vidas mais confortáveis e funcionais após a doença. Além disso, a pesquisa nesta área está em avanço, com o potencial de desenvolver novas e mais eficazes abordagens de tratamento no futuro.


Em resumo, a terapia com células-tronco oferece uma esperança real para cães com sequelas de cinomose, proporcionando uma opção de tratamento inovadora e promissora que tem o potencial de melhorar significativamente sua qualidade de vida.


Referências bibliográficas

Gade, Nitin & Pratheesh, M.D & Nath, Amar & Dubey, Pawan & Amarpal, Amarpal & Sharma, G. Taru. (2012). Therapeutic potential of stem cells in veterinary practice. Veterinary World. 5. 499. 10.5455/vetworld.2012.499-507.


Kalita, Manoj & Dewry, Raju & Mahanta, Nripendra & Kumar, Ashok. (2021). Applications of Stem Cells in Veterinary Medicine. 27-35.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta presencial ou consultoria on-line pelo whatsapp (11)91258-5102.


11 visualizações0 comentário

Commentaires


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page