top of page
Buscar

Cloridrato de tramadol para cães com problemas ortopédicos

Atualizado: 4 de fev.

O cloridrato de tramadol é um medicamento que, em alguns casos, pode ser prescrito por veterinários para cães que sofrem de problemas ortopédicos, como lesões musculares, articulares ou condições crônicas como osteoartrite.

No entanto, reforço que apenas um médico-veterinário pode determinar se o cloridrato de tramadol é apropriado para o tratamento do seu cão, bem como estabelecer a dosagem correta e monitorar a resposta do animal à medicação. O cloridrato de tramadol é um analgésico opioide que atua no sistema nervoso central para modular a percepção da dor. Ao contrário de alguns opiodes mais potentes, como a morfina, o tramadol é considerado um opioide de ação mais suave. Isso o torna uma opção preferida em alguns casos, pois possui um perfil de segurança mais favorável.


Antes de continuarmos, convido você a conhecer meu e-book "A Jornada da Recuperação: Dicas para Tutores de Cães e Gatos do Pré ao Pós-operatório", um guia completo para ajudar você no momento difícil de passar pelo pré e pós-operatório da cirurgia do seu pet. Clique na imagem abaixo para saber mais ou adquirir o produto.


Retornando ao tópico, aqui estão alguns pontos importantes a serem considerados sobre o uso de cloridrato de tramadol em cães com problemas ortopédicos: Mecanismo de Ação: O tramadol age não apenas como um agonista opioide, mas também inibe a recaptação de neurotransmissores, como a serotonina e a norepinefrina. Essa combinação de ações pode proporcionar alívio da dor de forma mais abrangente. Dose e Administração: A dosagem de cloridrato de tramadol para cães varia com base no peso do animal, a gravidade da dor e outros fatores individuais. A administração é geralmente feita por via oral, e a frequência dependerá da prescrição do veterinário. Monitoramento: É crucial monitorar de perto o cão durante o tratamento com tramadol. Se houver alguma mudança significativa no comportamento, apetite, sede ou quaisquer efeitos colaterais, isso deve ser comunicado imediatamente ao veterinário. Efeitos Colaterais: Os efeitos colaterais comuns do tramadol em cães podem incluir sedação, náuseas, vômitos, constipação e, em alguns casos, agitação. Se ocorrerem efeitos colaterais graves, é essencial buscar assistência veterinária imediatamente. Interações Medicamentosas: Deve-se informar o veterinário sobre todos os medicamentos e suplementos que o cão está tomando, pois o tramadol pode interagir com outras substâncias. Uso a Curto Prazo: O tramadol é frequentemente prescrito para uso a curto prazo ou conforme necessário para controlar a dor. Abordagem Multifacetada: Assim como com outros problemas ortopédicos em cães, o uso de tramadol muitas vezes faz parte de uma abordagem multifacetada que pode incluir fisioterapia, manejo do peso, suplementos e, em alguns casos, cirurgia. Em conclusão, o cloridrato de tramadol pode ser uma ferramenta útil no controle da dor em cães com problemas ortopédicos, mas seu uso deve ser cuidadosamente supervisionado por um veterinário. A comunicação aberta e regular com o profissional de saúde animal é fundamental para garantir o bem-estar do seu cão durante o tratamento.


Referências bibliográficas


Giorgi, Mario & del carlo, Sara & Saccomanni, G & Lebkowska-wieruszewska, Beata & Turini, V & Kowalski, C. (2009). Biopharmaceutical profile of tramadol in dogs. Veterinary research communications. 33 Suppl 1. 189-92. 10.1007/s11259-009-9278-4.

Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91258-5102.

74 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page