Buscar

Tumores cerebrais em cães e gatos

Atualizado: 12 de ago.

Câncer cerebral, meningiomas, tumores gliais em cães e gatos.


Definição


Um tumor (ou neoplasia) acontece quando há um crescimento de células anormais de um tecido que compõe um órgão, nesse caso, o cérebro.


Os tumores originários das células cerebrais são conhecidos como tumores cerebrais primários.


Enquanto isso, os tumores que ocorrem devido à disseminação de células de um tumor em outras partes do corpo são chamados de tumores cerebrais secundários (ou metastáticos), e são menos comuns em cães.


Etiologia (causa)


A causa do câncer cerebral em geral não é ainda bem conhecida atualmente. No entanto, como algumas raças apresentam maior predisposição, há suspeita de um componente genético e ambiental.

Predisposição racial


Qualquer raça de cães e gatos pode ser afetada por essa doença. Pacientes mais velhos e raças como o Golden Retriever, Boxer e cães de raças grandes em geral estão em maior risco de tumores cerebrais.


Raças de nariz curto (braquicefálicas) sofrem mais comumente de tumores gliais e pituitários. Enquanto isso, os meningiomas ocorrem mais frequentemente em raças de nariz comprido (dolicocefálicos).


Nesse último caso, raças como o Boxer, o Golden retriever, e o Doberman Pinscher, desenvolvem mais tumores cerebrais mais do que outras raças.


Sinais clínicos


Os tumores cerebrais podem afetar qualquer parte do cérebro e, portanto, podem causar uma variedade de sinais clínicos, de acordo com a localização.


Os sintomas incluem desde nenhum sinal clínico a convulsão, dor, head-pressing, confusão, sedação, falta de equilíbrio, fraqueza, estupor, coma, entres outros.


A dor pode estar associada ao tumor cerebral, afetando a região de processamento da dor do cérebro ou da medula espinal, inflamando e pressionando as meninges.


O espaço limitado dentro do crânio faz com que a pressão intracraniana aumente à medida que o tumor cresce, levando morte celular e potencialmente inchaço dos tecidos cerebrais (edema cerebral).


A pressão excessiva pode até causar hidrocefalia e herniação do cérebro, aumentando ainda mais os sinais.


Tipos de tumores cerebrais

  • Meningiomas: originários de células do revestimento do cérebro, é o tipo mais comum.

  • Ependimoma: originários do revestimento de uma parte do cérebro chamada ventrículo.

  • Tumores do plexo coróide: originários do plexo coróide.

  • Gliomas: originários das células gliais.

  • Tumores hipofisários: originados de células hipofisárias.

Diagnóstico


O diagnóstico de um câncer cerebral é feito pela imagem de uma massa próxima ou dentro do cérebro.


Na maioria dos casos, a ressonância magnética é suficiente para diagnosticar o tumor.


A exclusão de infecção geralmente é feita através da realização de testes infecciosos no sangue e/ou no líquido cefalorraquidiano.


Tratamento


O tratamento para reduzir ou eliminar o tumor cerebral pode incluir cirurgia, radiação e/ou quimioterapia.


O tratamento para controlar os sinais de um tumor pode incluir terapia com esteróides, medicação para dor e medicação para convulsões.


Prognóstico


Infelizmente, o prognóstico de neoplasias cerebrais é ruim, embora muitos pacientes consigam viver sem dor até o momento da eutanásia.


Referências bibliográficas


Hu, H. & Barker, A. & Harcourt Brown, T. & Jeffery, N.. (2015). Systematic Review of Brain Tumor Treatment in Dogs. Journal of Veterinary Internal Medicine. 29. 10.1111/jvim.13617.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91152-4321 ou (11)91258-5102.


33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo