top of page

Riscos da cirurgias em cães e gatos

Atualizado: 12 de abr.

A importância de entender os riscos da cirurgia em cães e gatos antes do procedimento é crucial para garantir a saúde e o bem-estar do pet e da família.



Assim como em humanos, a cirurgia veterinária apresenta uma série de desafios e complicações potenciais, e estar plenamente consciente desses riscos é essencial para tomar decisões informadas e preparar-se adequadamente para o processo cirúrgico e de recuperação.


Antes de continuarmos, convido você a conhecer meu curso on-line "A Jornada da Recuperação: Dicas para Tutores de Cães e Gatos do Pré ao Pós-operatório", um guia completo para ajudar você a passar com tranquilidade pelo pré e pós-operatório da cirurgia do seu pet. Clique na imagem abaixo para adquirir o produto.



Voltando ao nosso tópico, é fundamental reconhecer que a cirurgia em animais de estimação requer o uso de anestesia geral.


Embora a anestesia seja rotineiramente administrada com segurança, ela ainda apresenta alguns riscos. Reações adversas à anestesia podem ocorrer, incluindo problemas respiratórios, queda da pressão arterial e até mesmo reações alérgicas aos agentes anestésicos.


Esses riscos podem ser minimizados com uma avaliação completa da saúde do animal antes da cirurgia e monitoramento cuidadoso durante o procedimento.


No entanto, entender esses riscos permite que os proprietários estejam preparados para qualquer eventualidade e trabalhem em estreita colaboração com os veterinários para garantir a segurança do seu animal de estimação.


Além disso, a cirurgia em cães e gatos também pode apresentar riscos de infecção. Mesmo com práticas rigorosas de esterilização e o uso de antibióticos preventivos, a infecção ainda é uma preocupação potencial.


A incisão cirúrgica cria uma porta de entrada para bactérias e outros patógenos, aumentando o risco de infecção no local da cirurgia ou em órgãos internos.


Reconhecer esses riscos incentiva os tutores a seguir rigorosamente as instruções pós-operatórias fornecidas pelo veterinário, incluindo cuidados com a incisão e administração de medicamentos, e a procurar assistência veterinária imediatamente se notarem sinais de infecção, como vermelhidão, inchaço ou secreção no local da incisão.


Outro risco significativo associado à cirurgia em animais de estimação é o sangramento excessivo durante o procedimento.


Em alguns casos, especialmente em cirurgias que envolvem órgãos altamente vascularizados, o sangramento pode ocorrer e exigir intervenção imediata para evitar complicações sérias.


Uma equipe cirúrgica experiente e bem treinada é essencial para minimizar esse risco e garantir que qualquer sangramento durante a cirurgia seja controlado adequadamente.


Compreender a possibilidade desse risco permite que os proprietários escolham um cirurgião veterinário confiável e experiente e garantam que seu animal de estimação receba os cuidados adequados durante o procedimento.


Além dos riscos imediatos durante a cirurgia, os tutores também devem estar cientes das possíveis complicações pós-operatórias que seu animal de estimação pode enfrentar.


Isso pode incluir problemas como vômitos, diarreia, dificuldade para respirar ou complicações relacionadas à cicatrização da ferida. Reconhecer esses riscos permite que os proprietários monitorem de perto seus animais de estimação durante o período de recuperação e procurem assistência veterinária se surgirem problemas.


Entender os riscos da cirurgia em cães e gatos antes do procedimento permite que você tome decisões informadas sobre o cuidado de seus animais de estimação. Isso inclui avaliar os benefícios potenciais da cirurgia em relação aos riscos, discutir opções alternativas de tratamento com o veterinário e preparar-se adequadamente para o processo cirúrgico e de recuperação.


Ao trabalhar em colaboração com os veterinários e estar ciente dos possíveis desafios, você pode garantir a melhor qualidade de vida possível para seu companheiro.


Referências bibliográficas Rodrigues, Nhirneyla & Dantas, Sávio & Leitzke, Arthur & Trentim, Mayara & Borges, Talita & Maia, Luan & Broch, Natalia & Belettini, Salviano & Merlini, Natalie & Quessada, Ana Maria. (2022). Classification of physical status and anesthetic risk of dogs undergoing osteosynthesis. Research, Society and Development. 11. e1911628682. 10.33448/rsd-v11i6.28682.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta presencial ou consultoria on-line pelo whatsapp (11)91258-5102.

63 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page