Buscar

Manejo de feridas em cães e gatos

Atualizado: 12 de ago.

Classificação e tratamento de feridas em cães e gatos


Na medicina veterinária, as feridas podem ser classificadas de acordo o grau de contaminação e o tempo que se passou entre a lesão e o tratamento.

Apesar do tempo ser usado como uma direção, ele não deve ser o fator final para determinar o nível de contaminação da ferida.


O tratamento da ferida depende da classificação e do estágio da cicatrização.


Confira a classificação a seguir:


1) Feridas limpas: São feridas feitas em cirurgias, em condições assépticas.


2) Feridas contaminadas limpas: São feridas com menos de 6 são horas, com uma pequena falha na técnica asséptica, ou que ocorrem em órgãos de sistemas contaminados, como por exemplo, de respiratório ou urinário.


3) Feridas contaminadas: Ocorrem quando já se passaram mais de 6 horas, houve falha na técnica asséptica ou na presença de corpos estranhos. Caso ocorra o derramamento de secreções de órgãos, a ferida também considerada contaminada.


4) Feridas sujas: São lesões antigas ou com secreções, ou geralmente com mais de 12 horas de lesão.


Estágio de cicatrização de feridas


1) Inflamação e desbridamento: Essa fase começa no momento da lesão e dura de 3 a 5 dias. Os vasos sanguíneos se contraem, controlando a hemorragia. A trombina se forma, as plaquetas se agregam, o sangue coagula e um coágulo é formado, proporcionando a hemostasia.


Os vasos sanguíneos então se dilatam, aumentando o fluxo sanguíneo e trazendo transudatos para a ferida, causando calor, vermelhidão e inchaço da inflamação. Os glóbulos brancos no exsudado iniciam o desbridamento.


Os neutrófilos ajudam a quebrar bactérias e detritos enquanto estimulam os monócitos. Os monócitos se convertem em macrófagos, que continuam a fagocitar resíduos e liberar fatores de crescimento que auxiliam no reparo do tecido.


2) Proliferação e reparo


Esta fase ocorre de 3 a 5 dias após a lesão. A angiogênese começa quando os capilares crescem na ferida a partir da vasculatura saudável circundante.


Os fatores de crescimento permitem a migração de fibroblastos, o que leva à criação de colágeno (que fornece resistência à ferida) e miofibroblastos (que causam a contração da ferida).


O tecido de granulação começa a se formar, seguido pela epitelização e contração da ferida.


3) Maturação e remodelamento


Ocorre 7 a 14 dias após a lesão, período durante o qual a força da ferida aumenta na velocidade mais rápida.


As células sofrem apoptose, e ao longo dos meses ou anos subsequentes, o colágeno amadurece e forma uma cicatriz, a qual a resistência à tração será de apenas 70% a 80% do tecido saudável não lesado.


Abordagem ideal para cada tipo de ferida:


1) Cicatrização por primeira intenção: Fechamento imediato de uma ferida após ocorrer a lesão, deve ser usado para tratar feridas limpas ou limpas contaminadas.


2) Fechamento primário: Este tipo de fechamento ocorre 2 a 5 dias após a lesão, antes da formação do tecido de granulação. O processo pode ser usado para fechar feridas contaminadas.


3) Fechamento secundário: Esse tipo de fechamento ocorre pelo menos 5 dias após a lesão e após a formação do tecido de granulação. Este processo pode ser usado para fechar feridas contaminadas ou sujas.


4) Fechamento por segunda intenção: Este tipo de fechamento ocorre quando uma ferida cicatriza sozinha, formando tecido de granulação, epitelização e contração.


O tratamento por segunda intenção não é recomendado para locais em que a ferida envolve dois terços ou mais do membro, uma vez que há risco de que a contração da ferida e diminuição da mobilidade.


Referências bibliográficas


1. Cornell K, Stanley BJ. Cicatrização de feridas. In: Tobias KM, Spencer AJ, eds. Cirurgia Veterinária: Pequenos Animais . 2 nd ed. St. Louis, MO: Elsevier; 2018: 132-148.

2. MacPhail C, Fossum TW. Cirurgia do sistema tegumentar. In: Fossum TW, ed. Cirurgia de Pequenos Animais . 5 th ed. Filadélfia, PA: Elsevier; 2019: 179-265.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91152-4321 ou (11)91258-5102.


44 visualizações0 comentário