top of page

Como segurar um bisturi corretamente?

Segurar um bisturi corretamente é fundamental para realizar procedimentos cirúrgicos com precisão e segurança. A técnica adequada de segurar o bisturi é uma habilidade essencial para qualquer cirurgião ou profissional de saúde que execute procedimentos invasivos.


A forma correta de segurar o bisturi pode variar ligeiramente dependendo do tipo de procedimento ou da preferência pessoal do cirurgião, mas existem algumas diretrizes gerais que devem ser seguidas para garantir uma manipulação eficaz e segura do instrumento.


O bisturi é uma ferramenta afiada e delicada, projetada para cortar tecidos com precisão. Portanto, ao segurar um bisturi, é importante fazê-lo com firmeza, mas também com delicadeza e controle. A maioria dos bisturis possui uma lâmina afiada e uma haste longa e fina que serve como cabo. Para segurá-lo corretamente, o cirurgião deve posicionar os dedos de forma a garantir um controle máximo sobre o instrumento.


Uma técnica comum é segurar o bisturi entre o polegar e o indicador, posicionando os dedos na parte metálica da haste, logo acima da lâmina. O polegar deve ser colocado na parte superior da haste, enquanto o indicador fica na parte inferior. Isso permite que o cirurgião tenha um controle preciso sobre o bisturi e aplique a quantidade certa de pressão durante o corte.


Além do polegar e do indicador, os outros dedos da mão também desempenham um papel importante na técnica de segurar o bisturi. Eles podem ser posicionados de forma a estabilizar a mão e proporcionar suporte adicional durante o procedimento. Algumas pessoas preferem posicionar o dedo médio ao lado do indicador para fornecer mais estabilidade, enquanto outras optam por apoiar o dedo mínimo na parte inferior da haste do bisturi.


Independentemente da posição específica dos dedos, é crucial que o cirurgião se sinta confortável e confiante ao segurar o bisturi. A prática regular e a familiaridade com o instrumento são essenciais para desenvolver uma técnica eficaz e consistente. Além disso, os cirurgiões devem sempre estar cientes da posição da lâmina do bisturi e da direção do corte para evitar lesões acidentais.


É importante ressaltar que a técnica de segurar o bisturi pode variar entre os diferentes tipos de procedimentos cirúrgicos e as preferências individuais dos profissionais de saúde.

Alguns cirurgiões podem preferir segurar o bisturi de forma ligeiramente diferente, dependendo do tipo de incisão que estão realizando ou das condições específicas do paciente. No entanto, independentemente das variações na técnica, o objetivo principal deve ser sempre garantir um controle preciso e seguro do bisturi durante o procedimento cirúrgico.


Em resumo, a forma correta de segurar um bisturi envolve posicionar os dedos de maneira a garantir um controle preciso e seguro sobre o instrumento. O polegar e o indicador devem ser colocados na parte metálica da haste, logo acima da lâmina, enquanto os outros dedos podem ser posicionados para fornecer estabilidade adicional.


A prática regular e a familiaridade com o bisturi são essenciais para desenvolver uma técnica eficaz e segura, que permita aos cirurgiões realizar procedimentos com precisão e confiança.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Conheça nossos programas de cursos on-line sobre cirurgia clicando aqui.


15 visualizações0 comentário

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page