top of page

Tratamento para displasia coxofemoral com ácido-hialurônico

A displasia coxofemoral é uma condição ortopédica comum em cães, particularmente em raças de grande porte, que resulta em uma formação anormal da articulação do quadril.


Essa condição pode levar a dor, claudicação e, em casos graves, a artrite degenerativa. O tratamento da displasia coxofemoral pode variar de abordagens conservadoras a intervenções cirúrgicas, dependendo da gravidade da condição. Uma das abordagens para o tratamento da displasia coxofemoral é o uso de ácido hialurônico.


O ácido hialurônico é uma substância naturalmente presente no corpo, especialmente no líquido sinovial, que é o fluido lubrificante nas articulações. Ele desempenha um papel crucial na manutenção da viscosidade e da elasticidade do líquido sinovial, promovendo uma lubrificação adequada e absorvendo choques nas articulações.


Em cães com displasia coxofemoral, o líquido sinovial pode ser comprometido, levando a uma deterioração da articulação e ao aumento da dor e inflamação. A injeção de ácido hialurônico na articulação afetada visa restaurar essas propriedades benéficas do líquido sinovial, aliviando a dor e melhorando a função articular.


O tratamento com ácido hialurônico começa com uma avaliação detalhada do cão pelo veterinário. Radiografias ou outros métodos de imagem são frequentemente utilizados para determinar o grau de displasia coxofemoral e o nível de degeneração articular presente. Com base nessa avaliação, o veterinário pode decidir se o ácido hialurônico é uma opção viável para o tratamento.


Durante o procedimento, o ácido hialurônico é injetado diretamente na articulação do quadril do cão. Esta injeção é geralmente feita sob sedação leve para garantir que o cão esteja confortável e imóvel, permitindo uma aplicação precisa do medicamento. A quantidade de ácido hialurônico injetada depende do tamanho do cão e da gravidade da displasia.


Uma vez injetado, o ácido hialurônico começa a agir rapidamente para melhorar a qualidade do líquido sinovial. Ele ajuda a aumentar a viscosidade e a elasticidade do fluido, proporcionando uma lubrificação mais eficaz da articulação. Isso reduz o atrito entre os ossos e melhora a capacidade de absorção de choques, o que pode levar a uma redução significativa da dor e da inflamação.


Além disso, o ácido hialurônico possui propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar a diminuir a inflamação na articulação, promovendo um ambiente mais saudável para a regeneração do tecido articular.


Os efeitos do tratamento com ácido hialurônico podem ser notados em poucas semanas, com muitos cães apresentando uma melhoria significativa na mobilidade e na redução da dor. No entanto, a duração dos benefícios pode variar. Em alguns casos, uma única injeção pode proporcionar alívio por vários meses, enquanto em outros, pode ser necessário repetir as injeções periodicamente para manter os efeitos terapêuticos.


Além do alívio da dor e da melhoria da mobilidade, o tratamento com ácido hialurônico pode ter outros benefícios a longo prazo. Ao melhorar a qualidade do líquido sinovial e reduzir a inflamação, ele pode retardar a progressão da degeneração articular, ajudando a preservar a função da articulação do quadril por mais tempo, o que é importante em cães jovens com displasia coxofemoral, pois pode ajudar a evitar ou adiar a necessidade de intervenções cirúrgicas mais invasivas no futuro.


O tratamento com ácido hialurônico é geralmente bem tolerado pelos cães, com poucos efeitos colaterais. No entanto, como em qualquer procedimento médico, existe o risco de reações adversas, como dor temporária ou inchaço no local da injeção. É crucial que os tutores sigam as instruções do veterinário após o procedimento, garantindo que o cão tenha um período adequado de repouso e evitando atividades extenuantes que possam sobrecarregar a articulação tratada.


Embora o ácido hialurônico não cure a displasia coxofemoral, ele pode ser uma parte valiosa de um plano de manejo abrangente da condição. Esse plano pode incluir outras abordagens terapêuticas, como controle do peso, fisioterapia, suplementos nutricionais e, em alguns casos, medicamentos anti-inflamatórios. A combinação dessas estratégias pode maximizar os benefícios do tratamento e proporcionar uma melhor qualidade de vida para os cães com displasia coxofemoral.


Em resumo, o tratamento da displasia coxofemoral com ácido hialurônico é uma opção promissora que pode proporcionar alívio significativo da dor e melhorar a função articular em cães.


Através de injeções diretas na articulação do quadril, o ácido hialurônico melhora a qualidade do líquido sinovial, reduzindo o atrito e a inflamação. Embora não seja uma cura, esse tratamento pode ser uma parte importante de um plano de manejo abrangente, ajudando a retardar a progressão da doença e a melhorar a qualidade de vida dos cães afetados.


Referências bibliográficas


Anderson, A. (2011). Treatment of hip dysplasia. The Journal of small animal practice. 52. 182-9. 10.1111/j.1748-5827.2011.01049.x.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta presencial ou consultoria on-line por vídeo pelo whatsapp (11)91258-5102.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page