top of page

Por que no frio os cães sentem mais dores ortopédicas?

Os cães, como muitos animais e até mesmo seres humanos, podem experimentar mais dores ortopédicas durante o tempo frio. Esse fenômeno pode ser atribuído a uma série de fatores complexos que afetam o funcionamento do sistema musculoesquelético dos cães.

A rigidez articular é um dos principais problemas associados ao frio. Assim como acontece conosco, os cães também podem sentir rigidez nas articulações em temperaturas mais frias. Esse fato ocorre porque o frio pode reduzir a viscosidade do fluido sinovial, que é responsável pela lubrificação das articulações.


Como resultado, as articulações podem ficar mais rígidas e menos flexíveis, o que pode levar a dores e desconforto, especialmente em animais mais idosos ou com problemas articulares pré-existentes, como artrite.


Outro fator é a contração muscular. O frio pode levar à contração dos músculos, aumentando a tensão e a rigidez muscular. Isso pode resultar em uma marcha mais rígida e dolorosa para o cão, especialmente se ele já tiver problemas musculoesqueléticos.

Cães que já sofrem de condições ortopédicas, como displasia da quadril, displasia do cotovelo, osteoartrite ou lesões articulares, podem ver essas condições agravadas pelo frio. O aumento da rigidez articular e muscular pode tornar esses problemas ainda mais dolorosos durante o clima frio.

A redução da atividade física também é um fator contribuinte. Em climas frios, os cães tendem a ser menos ativos ao ar livre. A redução da atividade física pode levar a uma diminuição da circulação sanguínea nos tecidos musculares e articulares, o que pode aumentar a sensação de dor e desconforto.

Em condições de gelo ou neve, os cães estão mais suscetíveis a escorregar e sofrer lesões musculoesqueléticas, como entorses, distensões musculares ou até mesmo fraturas. Essas lesões podem causar dor aguda e crônica, que pode ser exacerbada pelo frio.

Além disso, alguns estudos sugerem que as mudanças na pressão atmosférica associadas ao clima frio podem afetar a sensibilidade das articulações e dos tecidos moles, levando a um aumento da dor em cães com condições musculoesqueléticas.

Para mitigar o desconforto ortopédico durante o frio, é importante proporcionar aos cães um ambiente quente e confortável, mantê-los ativos com exercícios suaves e regulares, fornecer uma dieta equilibrada para promover a saúde das articulações e, se necessário, utilizar suplementos ou medicamentos prescritos pelo veterinário para aliviar a dor e a inflamação.


Além disso, é essencial prestar atenção aos sinais de desconforto e procurar orientação veterinária se o cão apresentar sintomas persistentes de dor ortopédica.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta presencial ou consultoria on-line pelo whatsapp (11)91258-5102.

11 visualizações0 comentário

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page