top of page

Fraturas de ílio em cães e gatos

As fraturas de ílio em cães e gatos são lesões ortopédicas relativamente comuns, resultantes de trauma de alta energia, como acidentes automobilísticos, quedas de altura ou lutas com outros animais.


O ílio é um osso grande e importante na região da pelve e contribui para a estabilidade e a função do membro posterior. Quando ocorre uma fratura no ílio, pode afetar a mobilidade e o conforto do animal, exigindo cuidados veterinários imediatos.

Essas fraturas podem variar em gravidade e complexidade, desde fraturas simples e sem deslocamento ósseo até fraturas complexas. A localização da fratura pode ser variável, envolvendo diferentes regiões do ílio, como a crista ilíaca, o corpo do ílio ou a asa do ílio. A extensão da lesão e a presença de lesões associadas nos tecidos moles circundantes também podem influenciar o tratamento e o prognóstico.

O diagnóstico das fraturas de ílio em cães e gatos geralmente envolve uma combinação de exame físico, radiografias, ultrassom abdominal e em alguns casos, exames de imagem avançados, como tomografia computadorizada (TC). Esses exames ajudam a determinar a localização, a extensão e o tipo de fratura, bem como avaliar a presença de lesões adicionais nos tecidos moles ou órgãos adjacentes.

O tratamento das fraturas de ílio em cães e gatos pode variar dependendo da gravidade da lesão, a estabilidade da fratura, a presença de lesões associadas e a saúde geral do paciente. Em muitos casos, o tratamento envolve uma abordagem cirúrgica para realinhar os fragmentos ósseos e estabilizar a fratura. Existem várias opções cirúrgicas disponíveis, sendo a mais comum a fixação interna com placas e parafusos.

Além da cirurgia, o tratamento das fraturas de ílio em cães e gatos geralmente envolve cuidados de suporte, como controle da dor, restrição de atividades e fisioterapia. A reabilitação pós-operatória desempenha um papel crucial na recuperação do paciente, ajudando a restaurar a força muscular, a amplitude de movimento e a função articular normal.

É importante ressaltar que o prognóstico das fraturas de ílio em cães e gatos pode variar dependendo de vários fatores, incluindo a gravidade da lesão, a idade e a saúde geral do paciente, a qualidade do cuidado pós-operatório e a adesão às instruções de reabilitação. Em muitos casos, com tratamento adequado, os animais podem se recuperar totalmente e retornar a uma boa qualidade de vida após uma fratura de ílio. Portanto, a identificação precoce e o tratamento adequado das fraturas de ílio são essenciais para garantir os melhores resultados possíveis para os pacientes afetados.


Referências bibliográficas


Sharma, AK & Kumar, S & Dass, LL. (2011). Management of pelvic fractures in dog. Nigerian Veterinary Journal. 31. 10.4314/nvj.v31i1.68944.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta presencial ou consultoria on-line pelo whatsapp (11)91258-5102.

39 visualizações0 comentário

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page