top of page
Buscar

Ruptura de ligamento cruzado cranial em Spitz Alemão

A saúde ortopédica dos Spitz Alemães é uma preocupação crescente entre os tutores desses cães de pequeno porte. Entre as condições ortopédicas que podem afetar essa raça, a ruptura do ligamento cruzado cranial emerge como uma preocupação significativa, demandando atenção especializada para garantir o bem-estar e a qualidade de vida desses pets.

O ligamento cruzado cranial (LCC) é uma estrutura crucial no joelho canino, desempenhando um papel vital na estabilidade e função adequada da articulação. A ruptura do LCC é uma lesão comum em cães, incluindo Spitz Alemães, e pode ser causada por uma variedade de fatores, como trauma, degeneração gradual ou predisposição genética.

Sintomas da Ruptura do Ligamento Cruzado Cranial em Spitz Alemão:

Os sinais clínicos da ruptura do LCC em Spitz Alemães podem variar, mas frequentemente incluem claudicação (mancar), andar em pinça, dificuldade em apoiar o peso sobre a perna afetada, inchaço na articulação do joelho e dor evidente. Tutores atentos podem notar uma mudança no padrão de movimento do animal, bem como uma relutância em realizar atividades físicas que antes eram rotineiras.

Diagnóstico e Avaliação:

O diagnóstico preciso da ruptura do LCC em Spitz Alemães é fundamental para um tratamento adequado. O médico-veterinária especializado em ortopedia conseguirá realizar o diagnóstico na consulta ortopédica através do teste de gaveta na consulta. Exames complementares como a radiografia podem ser solicitados para avaliar o grau de doença articular degenerativa do paciente.

Tratamento da Ruptura do Ligamento Cruzado Cranial em Spitz Alemão:

Em geral, o tratamento da ruptura do ligamento cruzado cranial em cães da raça Spitz Alemão é cirúrgico. Porém, o tratamento pode variar de acordo com a gravidade da lesão, o estado de saúde geral do cão e as preferências do tutor. Opções incluem tratamento conservador, como repouso e fisioterapia, ou intervenção cirúrgica. Veterinários especializados em ortopedia, como os da Ortho for Pets, podem orientar os tutores na escolha da abordagem mais apropriada para o caso específico de seu Spitz Alemão.

Reabilitação Pós-Cirúrgica e Cuidados Contínuos:

Após a cirurgia, é crucial seguir as orientações do veterinário em relação à reabilitação. Isso pode envolver exercícios controlados, fisioterapia e monitoramento constante do progresso do animal. A dedicação do tutor desempenha um papel fundamental na recuperação bem-sucedida do Spitz Alemão.

Prevenção e Manejo a Longo Prazo:

Para prevenir futuras lesões ortopédicas, é fundamental manter um peso corporal saudável para o Spitz Alemão, promover exercícios adequados e fornecer uma dieta equilibrada. Além disso, exames de rotina e consultas regulares com um veterinário especializado em ortopedia são cruciais para detectar precocemente quaisquer sinais de problemas ortopédicos.

Em resumo, a ruptura do ligamento cruzado cranial em Spitz Alemães é uma preocupação que exige atenção especializada. A Ortho for Pets está comprometida em oferecer cuidados personalizados para garantir a saúde e a felicidade duradouras desses membros especiais da família. Referências bibliográficas


Hayashi, Kei & Manley, Paul & Muir, Peter. (2004). Cranial Cruciate Ligament Pathophysiology in Dogs With Cruciate Disease: A Review. Journal of the American Animal Hospital Association. 40. 385-90. 10.5326/0400385.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91258-5102.

10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page