top of page

Fraturas de metacarpos em cães

Atualizado: 5 de abr.

As fraturas de metacarpos em cães referem-se à quebra dos ossos localizados na pata do cão, conhecidos como metacarpos. Essa área é fundamental para a sustentação e mobilidade dos membros, tornando as fraturas uma condição séria que afeta a qualidade de vida do animal.



Essas fraturas podem ocorrer devido a uma variedade de causas e requerem atenção veterinária especializada para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado.

As fraturas de metacarpos podem ser desencadeadas por diversos fatores, sendo os mais comuns lesões resultantes de acidentes, quedas, atropelamentos ou impactos diretos nas patas podem levar à fratura dos metacarpos. 


Cães envolvidos em atividades físicas extenuantes, como corridas ou saltos, estão mais propensos a sofrerem fraturas de metacarpos, especialmente se não estiverem devidamente condicionados.


O diagnóstico preciso de fraturas de metacarpos em cães requer uma avaliação minuciosa por parte de um veterinário. Os sinais clínicos típicos incluem claudicação, inchaço, dor localizada e, em alguns casos, deformidades visíveis.


Exames de imagem, como radiografias, são frequentemente necessários para confirmar a presença da fratura, determinar sua extensão e guiar o planejamento do tratamento.


O tratamento das fraturas de metacarpos em cães depende da gravidade da lesão, idade do animal, condição geral de saúde e preferências do proprietário/tutor. As opções de tratamento incluem:


Imobilização: Em casos de fraturas menos graves, a imobilização pode ser indicada por meio de talas ou gesso. Isso permite a recuperação natural do osso com o suporte adequado.

Cirurgia: Fraturas mais complexas ou com deslocamento ósseo severo geralmente exigem intervenção cirúrgica. O procedimento pode envolver a fixação do osso com pinos, placas ou parafusos (para animais maiores) para garantir uma união estável durante o processo de cicatrização.

Fisioterapia: Após o tratamento inicial, a fisioterapia desempenha um papel crucial na recuperação. Exercícios específicos e atividades controladas ajudam a restaurar a mobilidade e a força da pata afetada.

Medicação: Analgésicos e anti-inflamatórios podem ser prescritos para controlar a dor e reduzir a inflamação durante o período de recuperação.

O sucesso do tratamento depende da cooperação do proprietário em seguir as orientações do veterinário, além de proporcionar um ambiente adequado para a recuperação do animal.


O monitoramento regular por parte do profissional de saúde veterinária é essencial para avaliar o progresso e realizar ajustes no plano de tratamento conforme necessário.


Em resumo, as fraturas de metacarpos em cães são eventos sérios que requerem atenção imediata de um veterinário. Com diagnóstico preciso e tratamento adequado, muitos cães conseguem se recuperar completamente, retornando à sua vida normal com membros saudáveis e funcionais.


Referências bibliográficas

Wernham, Benjamin & Roush, James. (2010). Metacarpal and metatarsal fractures in dogs. Compendium (Yardley, PA). 32. E1-8.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta presencial ou consultoria on-line pelo whatsapp (11)91258-5102.

93 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page