top of page

Tratamento para luxação de patela em cães

A luxação de patela é uma condição ortopédica comum em cães, caracterizada pelo deslocamento da patela (rótula) de sua posição normal na tróclea femoral. Essa condição pode ocorrer em qualquer raça de cachorro, mas é especialmente prevalente em raças pequenas e miniaturas, como Poodles, Yorkshire Terriers, e Chihuahuas.

A luxação de patela pode variar de leve a grave e pode ser classificada em quatro graus, dependendo da frequência e da gravidade do deslocamento.

O tratamento para luxação de patela em cães depende da severidade da condição. Nos casos leves (como no grau I), o tratamento conservador pode ser suficiente. Isso inclui o uso de anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs) para reduzir a dor e a inflamação, e fisioterapia para fortalecer os músculos ao redor da articulação do joelho. Exercícios específicos, como caminhadas controladas em superfícies macias, natação e alongamentos, podem ajudar a melhorar a estabilidade da patela e a função articular. O controle do peso também é crucial, pois o excesso de peso pode aumentar a pressão sobre as articulações e agravar a condição.

Para casos moderados a graves (grau II, III e IV), a intervenção cirúrgica é frequentemente necessária. Existem várias técnicas cirúrgicas disponíveis para tratar a luxação de patela, e a escolha do procedimento depende de fatores como a idade do cão, a gravidade da luxação, e a presença de outras condições ortopédicas. Entre as técnicas mais comuns estão a trocleoplastia, que envolve aprofundar a tróclea femoral para proporcionar um encaixe melhor para a patela; a transposição da crista tibial, que corrige o alinhamento do tendão patelar; e a imbricação capsular, que reforça os tecidos ao redor da articulação para evitar futuros deslocamentos. Outras técnicas podem ser necessárias para a correção da luxação, como osteotomia distal do fêmur (DFO).

O pós-operatório é uma fase crucial no tratamento da luxação de patela. Após a cirurgia, o cão geralmente precisa de um período de repouso e restrição de atividades para permitir a cicatrização adequada dos tecidos. Durante as primeiras semanas, é comum recomendar a limitação do movimento a caminhadas curtas e controladas, geralmente com o uso de uma coleira ou guia curta para evitar saltos e movimentos bruscos. O uso de gelo nas primeiras 48 horas após a cirurgia pode ajudar a reduzir o inchaço e a dor. Conforme a cicatrização progride, um programa de reabilitação mais intensivo, incluindo fisioterapia e exercícios de fortalecimento, pode ser introduzido gradualmente.

Além do manejo físico, a gestão da dor é um componente essencial do tratamento pós-operatório. Medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios são frequentemente prescritos para manter o conforto do cão durante o período de recuperação. Em alguns casos, suplementos articulares como glucosamina e condroitina podem ser recomendados para promover a saúde articular a longo prazo.

É importante ressaltar que a luxação de patela, mesmo após o tratamento, pode requerer cuidados contínuos. Tutores devem estar atentos a qualquer sinal de dor ou desconforto no cão, como claudicação (mancar), relutância em subir escadas, ou dificuldade em se levantar após descansar. Manter um peso saudável, proporcionar exercício regular, e evitar atividades que possam causar estresse excessivo nas articulações são medidas preventivas importantes para minimizar o risco de recorrência da luxação.

A luxação de patela é uma condição que pode ser gerida com sucesso na maioria dos cães, proporcionando-lhes uma vida ativa e confortável. O sucesso do tratamento depende de uma abordagem integrada que combine intervenção médica, cirúrgica e reabilitação, juntamente com o comprometimento contínuo dos tutores em cuidar da saúde articular do seu animal de estimação.


Referências bibliográficas


Di Dona, Francesco & Valle, Giovanni & Fatone, Gerardo. (2018). Patellar luxation in dogs. Veterinary Medicine: Research and Reports. Volume 9. 23-32. 10.2147/VMRR.S142545.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta presencial ou consultoria on-line por vídeo pelo whatsapp (11)91258-5102.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page