top of page

Raças de cães com menos problemas ortopédicos

Embora muitas raças de cães sejam conhecidas por sua predisposição a problemas ortopédicos, algumas raças tendem a ter menos problemas nessa área, o que pode ser um fator importante para futuros tutores de cães preocupados com a saúde de seus animais de estimação.



É importante notar que, independentemente da raça, todos os cães podem desenvolver problemas ortopédicos devido a fatores como genética, estilo de vida e cuidados gerais. No entanto, algumas raças parecem ser menos suscetíveis a essas condições.


Uma dessas raças é o Basenji. Originário da África Central, o Basenji é conhecido por ser um cão de caça ágil e enérgico, com poucas incidências de problemas ortopédicos. Esta raça tem uma estrutura física robusta e uma predisposição genética que favorece a saúde das articulações e ossos. Além disso, a seleção natural ao longo de anos em um ambiente selvagem contribuiu para a robustez física dessa raça, tornando-os menos propensos a displasia coxofemoral e outras condições articulares comuns.


Outra raça com menos problemas ortopédicos é o Greyhound. Conhecidos por sua velocidade e agilidade, os Greyhounds são cães atléticos que, apesar de sua aparência esguia, geralmente têm boa saúde ortopédica. Esta raça tem uma constituição física que evita o excesso de peso, um fator de risco significativo para problemas ortopédicos em outras raças. Além disso, a criação seletiva focada no desempenho e resistência ajudou a eliminar muitas das predisposições genéticas que poderiam levar a problemas nas articulações e ossos.


O Whippet, uma raça parente menor do Greyhound, também tende a ter menos problemas ortopédicos. Os Whippets são conhecidos por sua velocidade e agilidade, e como os Greyhounds, têm uma constituição física leve que minimiza o estresse nas articulações. A criação seletiva para corrida e caça ajudou a garantir que os Whippets mantenham uma estrutura esquelética saudável. No entanto, como qualquer raça, é importante manter um peso saudável e fornecer exercícios adequados para prevenir qualquer problema ortopédico potencial.


Os Cães de Água Portugueses também são conhecidos por sua robustez ortopédica. Esta raça, usada historicamente para ajudar pescadores em diversas tarefas, tem uma constituição física forte e musculosa que suporta bem o exercício intenso.


Embora possam ocasionalmente sofrer de displasia coxofemoral, a incidência é relativamente baixa em comparação com outras raças.


O Border Collie, amplamente considerado uma das raças mais inteligentes e trabalhadoras, também tende a ter menos problemas ortopédicos. Este cão de pastoreio é conhecido por sua agilidade e resistência, e uma estrutura física que suporta altos níveis de atividade física. Embora possam ocorrer casos de displasia coxofemoral, a incidência é menor do que em outras raças. A criação seletiva para inteligência e habilidade no trabalho ajudou a manter a saúde ortopédica do Border Collie.


É importante destacar que, mesmo entre raças com menos problemas ortopédicos, o cuidado preventivo é essencial. Manter um peso saudável, fornecer exercícios regulares e adequados, e garantir uma dieta balanceada são práticas fundamentais para prevenir problemas ortopédicos em qualquer cão. Além disso, a realização de check-ups veterinários regulares é crucial para a detecção precoce de quaisquer possíveis problemas de saúde.


A genética desempenha um papel significativo na saúde ortopédica dos cães, mas o ambiente e os cuidados que eles recebem são igualmente importantes. Raças com menos predisposição a problemas ortopédicos ainda podem desenvolver tais condições se não forem cuidadas adequadamente. Portanto, a educação dos donos sobre a importância da saúde preventiva é crucial.


Em resumo, raças como o Basenji, Greyhound, Whippet, Cão de Água Português e Border Collie são exemplos de cães que tendem a ter menos problemas ortopédicos.


No entanto, a saúde e bem-estar de qualquer cão dependem de uma combinação de boa genética, cuidados adequados e um ambiente saudável.


Ao escolher uma raça, os futuros donos de cães devem considerar não apenas a predisposição genética para problemas de saúde, mas também seu compromisso em fornecer os cuidados necessários para manter seu animal de estimação saudável e feliz ao longo da vida.


Referências bibliográficas


Boge, Gudrun & Moldal, Elena & Dimopoulou, Maria & Skjerve, Eystein & Bergström, Annika. (2019). Breed susceptibility for common surgically treated orthopaedic diseases in 12 dog breeds. Acta Veterinaria Scandinavica. 61. 10.1186/s13028-019-0454-4.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta presencial ou consultoria on-line por vídeo pelo whatsapp (11)91258-5102.


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page