top of page

Efusão articular em cães

A efusão articular em cães é uma condição caracterizada pelo acúmulo excessivo de líquido sinovial nas articulações, resultando em inchaço, dor e comprometimento da mobilidade.


Esse líquido extra pode ser resultado de uma variedade de causas, incluindo trauma, infecções, doenças autoimunes e processos degenerativos como a osteoartrite.


A compreensão detalhada dessa condição é crucial para veterinários e tutores de animais, pois o manejo adequado pode aliviar o desconforto e melhorar a qualidade de vida dos cães afetados.


A articulação é um ponto de conexão entre dois ossos, revestido por uma cápsula articular que contém líquido sinovial. Esse líquido é normalmente produzido em pequenas quantidades para lubrificar e nutrir a articulação, permitindo movimentos suaves e sem fricção. No entanto, quando há inflamação ou lesão, a produção de líquido sinovial pode aumentar significativamente, levando à efusão articular. Esse excesso de líquido causa o inchaço visível e palpável ao redor da articulação afetada.


Os sinais clínicos de efusão articular podem variar dependendo da gravidade e da causa subjacente. Em casos leves, o cão pode apresentar apenas uma leve claudicação ou relutância em se movimentar. Nos casos mais graves, pode haver dor intensa, inchaço evidente e uma incapacidade quase total de usar a articulação afetada. Os cães podem também demonstrar sinais de desconforto, como lamber ou morder a área afetada, chorar ou gemer ao tentar se mover e uma postura corporal anormal para evitar a dor.


As causas da efusão articular são diversas e incluem tanto fatores traumáticos quanto doenças sistêmicas. Traumas, como quedas ou acidentes, podem causar lesões diretas nas articulações, resultando em inflamação e efusão. Infecções bacterianas ou virais podem também invadir as articulações, levando a uma condição chamada artrite séptica, onde o acúmulo de líquido é acompanhado por pus e outros sinais de infecção. Doenças autoimunes, como a artrite reumatoide, fazem com que o sistema imunológico ataque as articulações, causando inflamação crônica e efusão. Além disso, doenças degenerativas como a osteoartrite, onde a cartilagem das articulações se desgasta ao longo do tempo, frequentemente levam ao acúmulo de líquido sinovial como resposta inflamatória do corpo.


O diagnóstico de efusão articular envolve uma combinação de exame físico, histórico clínico e exames complementares. Durante o exame físico, o veterinário pode palpar a articulação para detectar inchaço, dor e crepitação (um som de estalido ou sensação de fricção). A aspiração do líquido sinovial, um procedimento chamado artrocentese, pode ser realizada para coletar amostras do líquido para análise laboratorial. Essa análise pode revelar a presença de células inflamatórias, bactérias ou cristais, ajudando a identificar a causa subjacente da efusão. Radiografias, ultrassonografias e, em alguns casos, ressonâncias magnéticas podem ser utilizadas para avaliar a estrutura da articulação e detectar quaisquer anormalidades.


O tratamento da efusão articular depende da causa subjacente. Em casos de trauma, o tratamento inicial pode incluir repouso, aplicação de gelo e anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs) para reduzir a dor e a inflamação. Se uma infecção for identificada, antibióticos apropriados são essenciais para tratar a infecção e prevenir danos adicionais às articulações. Em casos de doenças autoimunes, imunossupressores como corticoides podem ser prescritos para controlar a resposta imunológica e reduzir a inflamação.


Para cães com doenças degenerativas como a osteoartrite, o manejo a longo prazo pode incluir uma combinação de medicamentos, suplementos nutricionais, fisioterapia e, em alguns casos, cirurgia. AINEs e analgésicos podem ser utilizados para controlar a dor, enquanto suplementos como glucosamina e condroitina podem ajudar a manter a saúde da cartilagem. A fisioterapia, incluindo exercícios de baixo impacto e terapia aquática, pode ajudar a manter a mobilidade e fortalecer os músculos ao redor das articulações. Em casos graves, a cirurgia pode ser necessária para reparar ou substituir a articulação danificada.


Além do tratamento médico, ajustes no estilo de vida podem ser necessários para melhorar a qualidade de vida dos cães com efusão articular. Manter um peso saudável é crucial, pois o excesso de peso coloca mais pressão nas articulações e pode agravar a inflamação. Uma dieta balanceada, adequada às necessidades nutricionais do cão, e exercícios regulares e controlados são essenciais. O ambiente do cão também deve ser ajustado para minimizar o risco de lesões e facilitar a mobilidade, como usando rampas para evitar escadas e fornecendo camas ortopédicas confortáveis.


Em resumo, a efusão articular em cães é uma condição complexa que requer uma abordagem abrangente para diagnóstico e tratamento. A identificação precoce e o manejo adequado das causas subjacentes são fundamentais para aliviar a dor e melhorar a função articular. Com a combinação correta de intervenções médicas, mudanças no estilo de vida e cuidados contínuos, muitos cães podem continuar a ter uma vida ativa e confortável, apesar dos desafios apresentados pela efusão articular.


Referências bibliográficas

Muir, Peter & Hans, Eric & Racette, Molly & Volstad, Nj & Sample, Susannah & Heaton, Caitlin & Holzman, Gerianne & Schaefer, Susan & Bloom, Debra & Bleedorn, Jason & Hao, Zhengling & Amene, Ermias & Suresh, Marulasiddappa & Hematti, Peiman. (2016). Autologous Bone Marrow-Derived Mesenchymal Stem Cells Modulate Molecular Markers of Inflammation in Dogs with Cruciate Ligament Rupture. PloS one. 11. e0159095. 10.1371/journal.pone.0159095.


Sobre o autor


Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91258-5102.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page