top of page

Cão com dor no pescoço: O que pode ser?

A dor no pescoço em cães é uma condição que pode resultar de diversas causas, algumas das quais podem ser graves e requerer atenção veterinária imediata.



Quando um cão apresenta sinais de dor no pescoço, como choramingar ao ser tocado, rigidez na movimentação, relutância em mover a cabeça ou o pescoço, ou uma postura anormal, é crucial investigar a causa subjacente para proporcionar o tratamento adequado e aliviar o desconforto do animal.


Uma das causas mais comuns de dor no pescoço em cães é a doença do disco intervertebral (DDIV). Esta condição ocorre quando os discos que amortecem as vértebras da coluna vertebral se degeneram e podem se romper ou herniar, pressionando a medula espinhal e os nervos circundantes.


A DDIV é especialmente prevalente em raças de cães com corpos longos e pernas curtas, como Dachshunds e Basset Hounds, mas pode afetar qualquer raça. A dor pode variar de leve a severa e, em casos graves, pode levar à paralisia.


Outra causa significativa de dor no pescoço em cães é a luxação atlantoaxial, uma condição que afeta especialmente cães jovens e de raças pequenas.


Esta condição envolve uma instabilidade ou desalinhamento entre a primeira (atlas) e a segunda (axis) vértebra cervical, resultando em pressão sobre a medula espinhal. Os sinais clínicos incluem dor intensa no pescoço, relutância em mover a cabeça, e em casos graves, fraqueza ou paralisia das pernas dianteiras.


A espondilose cervical é uma condição degenerativa que pode causar dor no pescoço em cães, especialmente em raças grandes e de meia-idade a idosas.


Esta doença é caracterizada pela formação de osteófitos, ao longo das vértebras cervicais, que podem irritar os nervos espinhais e causar dor e rigidez. Os cães afetados podem mostrar sinais de desconforto ao mover o pescoço e podem ter dificuldade em realizar atividades cotidianas.


Lesões traumáticas também são uma causa frequente de dor no pescoço em cães. Acidentes, quedas, ou brincadeiras bruscas podem resultar em distensões musculares, contusões, ou fraturas na região cervical.


Tais lesões podem ser extremamente dolorosas e podem limitar significativamente a mobilidade do pescoço. O tratamento dessas lesões depende da gravidade e pode variar de repouso e analgesia a intervenções cirúrgicas.


Infecções e inflamações, como meningite e discospondilite, podem também causar dor no pescoço. A meningite é a inflamação das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, enquanto a discospondilite é uma infecção dos discos intervertebrais e das vértebras adjacentes.


Ambas as condições podem causar dor intensa e outros sintomas neurológicos. O tratamento geralmente envolve antibióticos e anti-inflamatórios, mas requer um diagnóstico preciso através de exames laboratoriais e de imagem.


Além dessas causas, doenças autoimunes, como a meningite arterite respondente a esteroides (SRMA), podem levar a dor no pescoço em cães. Esta condição inflamatória afeta as meninges e os vasos sanguíneos e é mais comum em raças jovens e predispostas geneticamente, como Beagles e Boxers.


Os cães com SRMA apresentam febre, rigidez no pescoço, e dor severa, e o tratamento geralmente inclui corticosteroides para controlar a inflamação.


É importante também considerar causas menos comuns, mas igualmente graves, como tumores ou câncer que podem afetar a coluna cervical ou as estruturas adjacentes. Neoplasias podem causar dor direta ao invadir ou comprimir os tecidos e estruturas nervosas, e o tratamento pode envolver cirurgia, quimioterapia, ou radioterapia, dependendo do tipo e da localização do tumor.


Independentemente da causa, a dor no pescoço em cães deve ser abordada com seriedade. O diagnóstico pode envolver uma combinação de exames físicos, radiografias, ressonâncias magnéticas, ou tomografias computadorizadas para visualizar a coluna cervical e identificar a causa subjacente da dor.


Exames de sangue e outros testes laboratoriais podem ser necessários para detectar infecções ou condições autoimunes.


O manejo da dor é uma prioridade no tratamento da dor no pescoço em cães. Analgésicos, anti-inflamatórios e, em alguns casos, medicamentos específicos para neuropatia, são frequentemente utilizados para aliviar o desconforto.


Fisioterapia, acupuntura, e outras terapias complementares podem ser úteis na reabilitação e alívio da dor. Em casos mais graves, onde há instabilidade ou compressão significativa da medula espinhal, a cirurgia pode ser necessária para corrigir o problema e prevenir danos permanentes.


Em resumo, a dor no pescoço em cães pode resultar de uma ampla variedade de condições, desde doenças degenerativas e lesões traumáticas até infecções, inflamações e neoplasias.


A identificação precoce e o tratamento adequado são fundamentais para aliviar a dor e melhorar a qualidade de vida do cão.


Tutores de cães devem estar atentos aos sinais de dor no pescoço e buscar assistência veterinária imediata se suspeitarem que seu animal de estimação está sofrendo.


Com o diagnóstico correto e um plano de tratamento adequado, muitos cães podem recuperar a mobilidade e viver confortavelmente apesar das condições subjacentes que causam a dor no pescoço.


Sobre o autor


Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91258-5102.

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page