Biomecânica de Fraturas em Cães e Gatos

Atualizado: Abr 6



Em sequência ao tema de classificação de fraturas (você consegue acessar a postagem clicando aqui), hoje falaremos sobre a biomecânica de fraturas, e como elas são originadas de acordo com a força de trauma atuante.


Quando um osso quebra, isso ocorre devido a alguma força em excesso realizada sobre ele, que supera sua capacidade de deformação.


Na figura abaixo é possível observar os vários tipos de forças que podem atuar em um osso.


A fratura geralmente está associada com quedas, chutes, pisões e atropelamentos. Nessas ocasiões, o osso não aguenta a carga que é aplicada sobre ele, e quebra.


Conheça abaixo as forças que podem atuar sobre os ossos:


Forças que podem atuar no osso no momento do trauma  


As forças atuantes no osso longo no momento de um trauma podem ser de: compressão axial, dobramento (flexão), torção, tração, cisalhamento ou tensão. 

Força de compressão axial


As forças de compressão axial são aplicadas no eixo central do osso, e resultam em fraturas oblíquas.


Força de dobramento


As forças de dobramento atuam realizando a flexão do osso. No lado de tensão, a força de dobramento tende a criar uma fratura transversa, e dependendo da intensidade, cria pequenas fraturas oblíquas no lado onde há compressão.


Força de compressão axial + dobramento


Em fraturas em que há forças de compressão axial e dobramento atuando em conjunto, geralmente temos duas fraturas obliquas resultando em um fragmento borboleta, ou seja, uma fratura cominutiva redutível.


Forças de rotação


Em casos onde há forças de rotação, podem ocorrer fraturas do tipo espiral.


Forças de tensão e tração


Casos onde há forças de tensão, há fraturas por avulsão. Em locais geralmente onde há tendões, como no caso de fraturas por avulsão da tuberosidade da tíbia.


Forças de cisalhamento


A força de cizalhamento envolve um tipo de tensão gerada por forças aplicadas em sentidos iguais ou opostos, em direções semelhantes, mas com intensidades diferentes, e geram fraturas transversas.


Qual a importância em saber sobre as forças que atuam na fratura?


A principal razão é que a biomecânica da fratura influencia na escolha da fixação que será realizada, uma vez que, a fixação de escolha deverá ser capaz de neutralizar essas forças.


Gostou do post? Compartilhe!

Posts recentes

Ver tudo