top of page

Artrite por erliquiose em cães

A erliquiose, também conhecida como doença do carrapato, é uma doença infecciosa transmitida por carrapatos, causada por bactérias do gênero Ehrlichia. Esta doença afeta principalmente cães, sendo causada principalmente pela bactéria Ehrlichia canis e Ehrlichia ewingii.



A transmissão da erliquiose ocorre quando um carrapato infectado com Ehrlichia morde e se alimenta do sangue de um hospedeiro suscetível, transmitindo assim as bactérias para o animal. Uma vez no organismo do cão, as bactérias infectam e se reproduzem dentro dos glóbulos brancos do sangue, especialmente nos leucócitos mononucleares e nos macrófagos.

Os sinais clínicos da erliquiose canina podem variar de leves a graves, dependendo da cepa bacteriana, da carga bacteriana e da resposta imunológica do hospedeiro. Os sintomas comuns incluem febre, letargia, perda de apetite, perda de peso, linfonodomegalia (aumento dos gânglios linfáticos), esplenomegalia (aumento do baço) e hemorragias.


Em casos mais graves, a doença pode levar à anemia, trombocitopenia (diminuição das plaquetas), problemas respiratórios, e em alguns casos, complicações neurológicas.

Além dos sintomas sistêmicos, a erliquiose também pode ter um impacto significativo no sistema musculoesquelético dos cães. A presença de bactérias Ehrlichia no organismo desencadeia uma resposta imunológica desregulada, levando à produção de imunocomplexos e citocinas pró-inflamatórias, que podem resultar em diversas manifestações ortopédicas, incluindo artrite por deposição de imunocomplexos.

A artrite por deposição de imunocomplexos é uma complicação comum da erliquiose canina, onde os imunocomplexos formados como resultado da resposta imune contra as bactérias podem se depositar nas articulações, desencadeando uma resposta inflamatória crônica. Essa inflamação persistente pode levar à degeneração progressiva da cartilagem articular, erosão óssea e deformidades articulares.

Além disso, a presença de Ehrlichia no tecido articular pode levar a uma resposta inflamatória local, contribuindo para a destruição articular e agravando os sintomas da artrite. Os cães com erliquiose também podem apresentar claudicação, dor articular, inchaço e limitação dos movimentos articulares devido à inflamação e degeneração articular.

O diagnóstico da artrite por deposição de imunocomplexos em cães com erliquiose geralmente envolve exames clínicos, análise do histórico médico do animal, exames laboratoriais como hemograma, bioquímica sérica, sorologia para Ehrlichia, e exames de imagem como radiografias e ultrassonografia para avaliação das articulações afetadas.

O tratamento da artrite por deposição de imunocomplexos em cães com erliquiose visa controlar a inflamação articular, aliviar a dor e minimizar os danos articulares, além do tratamento para eliminar a bactéria em si.

Além do tratamento medicamentoso, a fisioterapia e o manejo nutricional adequado também desempenham um papel importante no manejo da artrite por deposição de imunocomplexos em cães com erliquiose, ajudando a manter a mobilidade articular, fortalecer a musculatura periarticular e melhorar a qualidade de vida do animal.

Em resumo, a erliquiose canina pode ter uma influência significativa nas doenças ortopédicas, como a artrite por deposição de imunocomplexos, devido à resposta imunológica desregulada desencadeada pela infecção pelas bactérias Ehrlichia. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são essenciais para minimizar os danos articulares e melhorar o prognóstico desses pacientes.


Referências bibliográficas


Kumar, Rajesh & Ramakant,. (2020). Canine ehrlichiosis: A review Ramakant, Rajesh Kumar, HC Verma and RP Diwakar. 10.13140/RG.2.2.27635.68649.


Sobre o autor

Felipe Garofallo é médico-veterinário (CRMV/SP 39.972), especializado em ortopedia e neurocirurgia de cães e gatos e proprietário da empresa Ortho for Pets: Ortopedia Veterinária e Especialidades. Agende uma consulta pelo whatsapp (11)91258-5102.

119 visualizações0 comentário

Comments


Que tal receber grátis mais artigos incríveis como esse?

Obrigado(a)!

bottom of page